As coisas que nunca mudam

Por muitos sítios que passe, por muitas culturas que conheça, por tantas outras coisas que aprenda.. há simplesmente coisas que nunca mudam. 3 delas são.. o meu sentido de orientação, a minha capacidade extraordinária de me esquecer/perder coisas e o karma que tenho para quedas domésticas.

Depois de um mês no Dubai, dependendo da minha localização, ainda não sei indicar ao taxista com precisão o caminho para minha casa. Mando-lhe 5 bitaites de referências perto e rezo para que ele lá chegue. Até agora tem resultado. O pior do cenários é quando o taxista é novo na cidade, desléxico e não tem troco de 100 Dhs. Um ataque à sanidade mental de qualquer um..

Durante o training é-nos dado uma “cabin bag” – um trolley para levarmos as coisas para o colégio e onde posteriormente vamos colocar todas as compras de duty free, que legalmente podem incluir 3 garrafas de substâncias alcólicas. Todos os dias um autcarro da emirates apanha os alunos para a o “Training College” – uma espécie de pão de forma, com uma área na entrada para toda a gente colocar as tais “cabin bags”. Coloquei um porta-chaves que me tinha sido dado nos primeiros dias da “induction week” num dos fechos, para diferenciar a minha mala das outras. Num dia completamente normal, cheguei normalmente estafada a casa depois das aulas. Saudei os guardas da entrada, pressionei o botão de elevador e normalmente dirigi-me ao meu apartamento.. qual foi o meu anormal espanto quando abri a mala e reparei que nenhum dos items lá colocados me era normal, na medida que não eram meus.. tinha trazido comigo a mala de outra aluna normal qualquer que espantosamente tinha o mesmo porta-chaves que o meu colocado no exacto mesmo fecho onde tinha colocado o meu. Dado que este tipo de situações me acontecem com regularidade, achei que de facto toda esta anormalidade de situação me era no fundo.. normal. Com muita calma e estupidez natural, procurei um qualquer normal contacto para reverter esta normal situação. Lá consegui localizar a rapariga que me veio trazer a mala a casa! Foi uma krida e estava anormalmente espantada por termos posto as duas um tão normal porta-chaves no mesmo fecho da mala, dando aso a toda esta, afinal, normal situação.

Quanto ao conteúdo que posso trazer nestes trolleys.. tive uma formação de 2 dias em security onde nos elucidaram sobre os items que podem entrar no Dubai.. podemos trazer cigarros, álcool nas quantidades estipuladas, mas.. nada de conteúdo PORNO! mas atenção.. o conceito de pornográfico aqui abrange toda uma nova dimensão.. Se por ventura transportar o filme do Titanic comigo é considerado como conteúdo PORNO.. aquela parte em que a Rose e o Jack oficializam fisicamente os seus sentimentos é de conteúdo.. PORNO!! especialmente aquela parte em que a Rose coloca a mãe no vidro embasseado do carro no apogeu do amor. Praticamente.. todo e qualquer filme com demonstração afecto/sexual é de conteúdo PORNO e posso vir a pagar umas multas porreiras à pala disso. Posto isto, vou apostar no filme da Branca de Neve do João César Monteiro, essa película fabulosa que tanta polémica gerou pela ausência de conteúdo audiovisual. Parace-me uma aposta sensata e segura neste contexto e talvez desenvolva algum interesse pelo trabalho de tal ilustre senhor.

Quanto ás quedas, caí à grande e à francesa no autocarro para casa. Quando acabam as aulas todos estes veículos se enchem até à exaustão de pessoas e de “cabin bags” que se amontoam igualmente nos assentos e no corredor do autocarro. Quando ia a sair, apetrechadíssima com o uniforme lavado num dos braços, a “cabin bag” noutra mão e duas pessoas à minha frente que se moviam lentamente, não reparei num dos trolleys que se encontrava anormalmente no meio do corredor do autocarro. A Susana diz que de repente as minhas pernas estavam no ar e o meu chapéu emirático voou da minha cabeça. A minha cara foi estrategicamente lançada contra um dos assentos do autocarro, onde abri um ligeiro corte no lábio superior. O resultado foi um inchaçozito e dois diazitos a experenciar o que é ter um lábio à “Angelina Jolie” (who needs bottox anyways?)

Vou converter todos os mails reports até agora num blog e começar assim um pequeno passo para que um dia a minha vida talvez vire um livro! No entanto, estou em dúvida no que toca ao nome do blog.. tenho algumas ideias, mas ainda nada surgiu com os watts necessários para fazer brilho na minha cabeça. Desta feita, gostava de vos lançar um desafio… enviem-me sugestões para possíveis títulos para o meu blog. O responsável do título vencedor será galarduado com uma estadia completamente “grátes” nos meus aposentos emiráticos com pensão completa incluída e roteiro turístico também – uma voltinha de camelo pelo desértico e suburbano bairro onde moro – the one and only Al Qusais 2! Um mimooo!

Insha Allah Abibis!

MERY AL BONIFÁCIO


One thought on “As coisas que nunca mudam

  1. apenas o inicio de uma nova etapa my love! 🙂
    sim porque eu nao tenho problemas de dizer que tenho saudades tuas miuda! 🙂
    rock the world babe! rock the world !!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s